sábado, 2 de julho de 2011

Desfile V.Rom - Primavera/Verão 2011/2012

A sedução e o espírito lúgubre vampiresco apresentados no filme cult de 1983, de suspense e terror implícito “The Hunger” (em português como “Fome de viver”) de Tony Scott seguiu como referência para Igor de Barros em sua coleção Primavera Verão 2011 2012 na V. Rom apresentada no penúltimo dia do São Paulo Fashion Week (SPFW), 17 de julho.





A grife remodelou peças de alfaiataria e as mesclou ao estilo despojado do streetwear – tendência disseminada entre as coleções masculinas do SPFW, como Cavalera e Alexandre Herchcovitch (masc.) – com modelagens amplas e peças cavadas onde o branco seguiu como ligação entre os looks dando espaço, mais tarde, para as cores e o mix de estampas.





O desfile começou do avesso, com os modelos já dispostos na passarela iniciando no caminho de volta ao backstage para depois seguir o curso normal das apresentações do evento. Talvez, essa foi uma maneira de o estilista levar aos espectadores a sensação da trama do filme “The Hunger”, sem um começo insigne.





A V. Rom trouxe em sua coleção masculina Primavera Verão 2011 2012 o personagem de David Bowie (John Blaylock) para as passarelas do SPFW, cujo estilo foi expresso pela alfaiataria reconfigurada e sobreposta que escurecia a medida que os looks surgiam na passarela. Além disso, o styling sugeriu o envelhecimento acelerado de John, com modelos mais velhos, de barba e cabelos grisalhos ao final do desfile.





A temática sóbria aliada ao estilo clássico do personagem foi expressa em arranjos mais leves - como demanda a estação - com total look em branco, calças mais folgadas - as quais descem o gancho e sobe a barra -, bermudas maiores com amarrações e poucas estampas, que surgiam em meio aos recortes brancos, até cobrir peças por inteiro.





A alfaiataria, base do figurino de Bowie no filme, permeou todos os looks da coleção da V. Rom, com camisas de golas curtas e transparências – hits de Verão 2012 –, blazers transpassados com capuz e sem mangas, smokings retratados em camisas com babados e uma desconstrução de modelos clássicos em produções urbanas. E, ainda que os tecidos como linho e lã fina tenham proporcionado um tom mais leve na coleção, as sobreposições soaram invernais.





A cartela de cores foi composta por branco; azul, presente no xadrez vichy; vermelho, lembrava manchas de sangue; o marinho e laranja, que formaram o plano de fundo de pequenos florais.





Outra característica da coleção foi o uso do filme “Gladiador”, de Ridley Scott, como inspiração presente quase que imperceptível, com o uso de dourado em bermudas, colete e boina. Atendo ao styling do desfile - de autoria de David Pollak – correntes foram suspensas na cabeça, no pescoço - formando gravatas - e nos calçados de cano médio e longo produzidos em parceria com a Rainha.



Alguns modelos receberam ainda uma mancha de sangue na boca, demonstrando o intrínseco do filme: o modo como retrataram os vampiros, sem mesmo os mencionarem no decorrer da trama. Igor de Barros soube expressar essa sedução vampiresca na coleção Primavera Verão 2011 2012 em peças desconstruídas, mesclando-as no melhor que a V. Rom produz: o streetwear.


Fonte: Portais da Moda

2 comentários:

  1. Adoramos o seu blog,é maravilhoso e já estamos seguindo.
    Glorinha e Rogerio Rinaldi
    Criadores do brinco look do dia.
    http://sbrincos.blogspot.com
    um ótimo domingo.

    ResponderExcluir
  2. Que lindas peças...
    Amiga,tava com saudades!!!
    beijokas mil
    Tati
    www.phinerrima.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails